O amor acontece

O amor acontece

47b895_fd1fc2b6405d4beca70ddc342e5111bb-mv2

O amor acontece. Uma hora ele dá as caras, quebra a porta, entra sem avisar. Ele aparece na mudança de rotina, no horário de verão, no cabelo aos ventos depois das 19h.

O amor acontece. No copo de Coca-Cola com dois canudos. Na metade da porção de batata com ketchup. Na sua mania de querer tudo do jeito certo. Na mania dela de querer tudo meio errado.

O amor acontece. No encontro no meio da semana. No ponto de ônibus. No caminho até o parque. O amor chega no meio de uma reunião. Na mensagem de bom dia. Na gargalhada depois de uma piada.

O amor acontece. Depois da lágrima. Depois das noites mal dormidas. No “adeus” que você não queria ouvir. O amor pode ser próprio, meu, seu ou nosso.

Às vezes o amor acontece aos poucos, mas só as vezes. A mecânica arrebata os dois lados, a flecha do cupido bem apontada não machuca, as músicas românticas ganham novos ouvidos, o seu prato preferido tem um novo sabor.

Em todos os lugares o amor acontece. A qualquer hora o amor acontece. Por qualquer motivo o amor acontece. Para continuar em todos os lugares e a qualquer minuto o amor (ah, o amor!) acontece.