Apegar, sim! Por que não?

Apegar, sim! Por que não?

20160306012709

Pesquisei no google, perguntei pra cartomante e o senhor da padaria onde fica a tal da regra que quem não se apega é mais feliz?  Qual o protocolo diz que não podemos responder a mensagem na hora?  Qual parte eu ainda não entendi da proibida ligação no dia seguinte?

Se os telefonemas num dia qualquer já são escassos, imagina no dia seguinte? Você vai mostrar muito interesse. Credo!

Credo? Mas você quer ligar, quer conversar, que bater um papo numa mesa de bar. Por que não pode ligar pra falar que gostou do último encontro? Por que não pode falar que está com saudades?

Credo? Demostrar interesse virou motivo de carência. Precisamos estar ocupados, cheio de amigos, festejando 24 horas por dia. Mostrar pro mundo o nosso olhar de quem sente falta, mas não conta pra ninguém.

Num mundo onde não se apegar é ser bonzão, ter um crush virou sinônimo de trouxa. Logo trouxa,  aquele embrulho bonitinho que você levaria tudo que precisasse quando fosse fugir de casa aos 7 anos. Ainda acho que é um ótimo acessório para levar corações apaixonados.

Sou do grupo que acha que as relações seriam melhores, mais puras e bonitas se não censurassem nossas vontades a todo momento. Sou dessas que defendem o término da temida guerra “O que ele quis dizer quando não disse nada”.

Ta a fim? Fale! Quer sair? Chame. Tenha força para começar, e terminar também. Afinal, você pode estar se apegando a pessoa errada, enquanto outros esperam para ser seu par.

E como você vai descobrir se não demostrar?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acabou! E agora?

Acabou! E agora?

tumblr_nplxhxl1pH1rx771wo1_1280

Pronto, acabou! O que faremos agora? Seguir em frente! Ok, senhor óbvio. Vamos fazer nossas malas e seguir adiante sem olhar pra trás.

Não, melhor olhar. Vamos fazer uma releitura daquelas que dão inveja a qualquer entendedor de arte moderna. O que deu errado da última vez?  Quais foram os medos que te deixaram sem dormir?

Acabou de olhar? Feche os olhos e a caixinha da dor. Jogue fora o que não pode mais levar. Cartas e contas de 2012 também estão inclusas. Por que você ainda tem os ingressos do último show no fundo da gaveta?

Tá vendo aquela luz lá na frente? É o seu norte. Vai, se joga! Mas olha pro lado. Não pra trás, pro lado. Tem muita coisa acontecendo nos acostamentos da sua estrada. Tem gente andando no mesmo caminho que você.

Está difícil? Deu saudade? Pode parar naquela lanchonete que vocês adoravam comer. Pode pedir o sanduíche preferido. Pode ver o filme sozinha no cinema. Você pode fazer tudo de novo, mas de NOVO! Entende?

Você não é a mesma que antes. O que passou já está só na lembrança. Vamos rechear o mundo de novidades e sonhos deliciosos?

Então coloca a sua melhor roupa. Se vista dos pés a cabeça com uma autoestima gigante e vá em frente. Ande. Corra. Dance!

Pronto. Acabou? Não. Só está começando!