Bonitinho né? Fiz pra você

Bonitinho né? Fiz pra você

                       Image

Não será a primeira vez que escrevo sobre você e nem a última. Como uma apaixonada exagerada por todos e tudo também não é novidade eu acabar escrevendo o que não conseguiria te dizer pessoalmente (de novo).
Lamento por tudo que você está passando, eu sei que dói e todo mundo sofre nessas horas e pelo o que conheço você ainda ficará um bom tempo assim, mas ainda te vejo como o Tom de 500 Dias com Ela (aquele Tom do final, ok? rs).
Às vezes eu me pego agradecendo mentalmente as pessoas que são importantes na minha vida, às vezes me pego imaginando o que aprendi com elas,  minha vida sem elas, como será meu futuro com elas. (você não sabia, mas essa é mais uma das minhas manias, prazer).
E quando eu fui pensar em nós e pela primeira vez consegui pensar em como seria com uma porcentagem significativa do que pode acontecer. Lembrei mais das coisas que você me fez mudar do o que fará.
Primeiro queria agradecer por ter aparecido na minha vida assim tão do nada, agora não consigo mais passar por aquele ponto de ônibus sem lembrar e sem ficar rindo a toa (sim, eu faço isso, admito). Por você ter me aguentado em todas as minhas mudanças de humor, eu amadurecendo e me contradizendo a cada mês, como se a cada decisão que eu tomasse eu mudasse junto 2 mundos distantes.
Obrigada pelos seus conselhos sobre amor e sexo, por me mostrar que mesmo eu sendo adulta, ainda tenho muito que aprender sobre a vida e ainda tomarei muito tapa na cara pra isso.  Por me fazer ver que a maioria das minhas lamentações são só dramas e que depois de um tempo tudo voltará ao normal. Por ser tão parecido comigo mesmo assim e termos milhões de coincidências na vida.
Acredito que você nem percebe que faz isso tudo pra mim, talvez você nem perceba o poder que suas palavras têm aos meus ouvidos. Coincidência ou não eu também me importo com o que você pensa de mim e morro de medo de te decepcionar.
Amigos tem dessas coisas né? Mas a gente é diferente, como sempre nunca sei explicar essa diferença, mas  amigos normalmente não se gostam, amigos não dividem confissões como as nossas e como sempre digo, não consigo colocar você na minha friendzone. (quem mandou você ter esses braços rsrs)
O que sinto por você é uma mistura de amizade com amor (não é aquela paixão ardente de casal nem amizade colorida). Com disse, eu não entendo e quem é que entende sempre as emoções?
Eu quero estar ao seu lado, quando você precisar e quando não. Quero que você conte comigo, mesmo que eu não conte com você, quero continuar podendo ter mais gargalhadas e te fazer rir das minhas confusões bobas ao telefone.
Não, eu não preciso ser namorada, peguete, ficante de fim de festa ou amiga colorida, não preciso que você me ame perdidamente e queira fugir comigo pro caribe.  Só quero ser de algum jeito sua, só sua!

Noites

Noites

Image

5 copos de chopps e estamos rindo a toa, verdades jogadas na cara  vão sendo engolidas por mim junto com o Engov.
Onde deixei meu pudor e dignidade? Com certeza em casa. Hoje é dia de subir na mesa, rebolar até o chão, jogar verdade e consequência e desabafar sobre a vida.
Essa semana não foi a das melhores, mas sexta-feira está ai e eu já estou tirando o salto alto que estava esmagando meu pé.
Um beijo roubado, dois, três…. hm, ate que ele era gatinho. Qual é o seu nome mesmo?
“Eu quero tchu, eu quero tcha ” tchutchatcha tchutchutcha é o que eu quero cantar ate o sol raiar.
6 copos, uma tequila, outra ice. Hoje vou dormir  caída no banheiro.
Isso não tá legal, já estou no final da festa, a manha de sábado já tá surgindo. Cadê o meu sapato e o cartão da boate? O taxi está me esperando mais será que o dinheiro vai dar pra pagar.Ufa, cheguei em casa e vou tentar dormir.

ME LARGA, ressaca!

Acredite, o mundo é perfeito

Acredite, o mundo é perfeito

Image

Vamos lá, pare tudo que você está fazendo, abaixe a musica que está tocando no seu computador, relaxe, pegue um copo d’água e me acompanhe. Olhe pra seu calendário, volte no tempo, não pra ontem ou semana passada, volte um ano. Sim, exatamente um ano. Tente lembrar-se do que aconteceu com você nesse tempo, o que você fazia a essa hora, o que você pensava:  seus anseios, suas duvidas.  Algo mudou? Você se tornou mais feliz, mais forte, mais determinada ou a única coisa foi o corte de cabelo? Vêm, senta aqui do meu lado porque hoje estou a fim de falar do meu ano. Não, não estou de TPM (não hoje).

Eu tinha acabado de passar pela tragédia da região serrana do Rio, olhar para os morros da cidade mudaram completamente minha visão, perdi conhecidos, aguentei o medo do pior, andei no meio da lama e fiquei com medo de perder a casa. Há um ano eu pensava que a cidade onde sempre vivi nunca mais seria a mesma, que o meu futuro incerto tava mais confuso que antes. Peguei minhas malas, juntei forças e mudei de bairro, casa, cidade e os termômetros passaram a indicar 40º graus na minha rotina.

Eu me dizia que era uma “nova Luiza” cheia de planos, metas, ambições e duvidas, eu queria passar no vestibular, ser caloura da minha melhor amiga na UFF, gritar sou da federal na rua toda pintada de tinta e queria ganhar um concurso de um jornal conhecido.

Mas disso tudo só consegui ficar 4 meses num cursinho, depois de um tempo já estava chorando querendo voltar pra minha antiga casa com saudade da comidinha da mamãe. Sim, sou daquelas fracas, que não conseguem ficar sozinhas por muito tempo e se virando sozinha. Um dia eu me supero, juro, um dia eu consigo sair de casa, mas não em 2011, esse ano eu não estava preparada.

Apesar de tudo, conheci varias pessoas maravilhosas, pessoas passaram pela minha vida tão rapidamente mais inesquecíveis ate hoje. A “nova Luíza” só deu as caras quando voltou pra casa e foi logo pra faculdade (não deu pra gritar: Sou da federal, mas passei a ter gargalhadas e dores no estomago de tanto rir todos os dias).

Há um ano não sabia que iria conhecer gente que mudaria um pouco minha vida num ponto de ônibus, que as amizades mudam de rumo com facilidade, que há paixões que passam num piscar de olhos e que o eterno não é tão eterno assim. Descobri que todo mundo tem o direito de um dia acordar triste e magoada, mas que depois de uma boa noite de sono ou de uma palavra amiga podemos ficar novos em folha.

Há um ano eu não sabia muita coisa que sei hoje, e ano que vem saberei ainda mais. Engraçado como até eu começar a te contar isso eu achava que meu ano tinha sido um lixo, mas que esse ano seria diferente. Como sou tola, cada ano é diferente do outro por si só.

Agora faça essa retrospectiva, veja se o seu ano também foi louco como o meu e antes de reclamar agradeça por ter te marcado e ter te mudado de alguma forma, isso é incrível!