!

!

 

Luan Emilio Faustino

Anúncios
Toda ferias tem seu fim

Toda ferias tem seu fim

Toda férias tem seu fim. Todo abraço não dado , beijo roubado e palavras presas na garganta tem hora pra acontecer, momentos pra se perder e deixar passar.
Vontade dá e passa, mas o meu por você teimou em ficar. Agora eu poderia estar ao seu lado, sentados no sofá trocando de canal procurando uma comédia romântica mamão com açúcar para assistir enquanto a novela não começa.
Agora poderíamos estar andando na beira da praia, você falando do meu cabelo molhado e rindo de como não consigo comer um picolé de uva sem me sujar.
Teríamos beijos apaixonados na sala de cinema (você e sua mania de comer toda pipoca antes do filme começar e pegar do meu pacote)e passeios de mãos dadas num parque qualquer fingindo que somos turistas.
Horas no telefones (nunca promoções  de celular fizeram tanto sentido) , eu gargalhando das suas piadas bobas e você adorando o timbre da minha voz quando atendia o telefone toda feliz.
Nossos amigos seriam os amigos mais felizes do mundo, eles não se importariam de uma ida ao barzinho com a gente. Seriamos convidados pra todas as reuniões de família e  nos divertiríamos ouvindo as antigas historias da vovó.
Baladinha no final de semana para lembrarmos que ainda sabemos dançar e ouvir as nossas musicas, aquele som chato, mas com a letra linda e que dissermos: foram feitos para nós.
Sua camisa amarrotada no chão do meu quarto, meu vestido jogado pelo chão. Meu Deus, onde raios foi parar meu sutiã?
Acontece que a férias acabou, o verão chegou ao seu ápice, não fomos a praia, ao cinema e eu não perdi nenhuma roupa na nossa bagunça.  Todos os planos e juras de momentos eternos ficaram pro outono.
Chegou ao fim sem beijo e abraço, sem um toque, uma risada alta, um  segredo bem contato, uma insanidade de paixão.
Não aconteceu porque não era pra acontecer, ou até era mais no momento e na hora errada. Tudo porque você queria, mas não podia. Eu podia, mas preferia não querer.