Mudanças

Mudanças

Mudanças mostram fraquezas, medo do desconhecido, mas sempre são boas. Na hora podemos não aceitar, já que  mudar significa sair do nosso ponto de conforto, no começo achamos que não conseguiremos e que estava bom daquele jeito, mas se formos pensar às vezes o que era bom se torna melhor. Mudar gera sacrifícios que serão recompensados, podemos mudar pra melhor ou para pior, isso depende de cada pessoa e pra cada escolha há um aprendizado, uma recordação, que será só nossa e ninguém poderá interferir. Mudar de escola, casa, cidade, planos, qualquer uma é valida quando o que queremos é sermos felizes

 __________________________________________________________________________

 Algumas pessoas dizem que sou positiva demais, que consigo ver só o lado bom das coisas, mas sou dramática como todos, a diferença é que penso que se não consigo me fazer feliz ninguém fará. O mundo está tão cheio de infelicidade que não quero ser só mais uma contribuinte para isso

Anúncios
Simplesmente olhe

Simplesmente olhe

 

Sou a pessoa mais azarada e distraída que conheço e esses dias enquanto estava andando na rua me deparei com um amigo (que tem um blog muito legal, mas que falo sobre isso em outro post) me seguindo, como sou distraída só reparei quando ele cansou e veio falar comigo. Ele já estava me seguindo a uns 100 metros e eu simplesmente não reparei, na verdade não reparei em nada na rua naquele momento porque estava perdida nos meus pensamentos como sempre.  Ele ficou rindo da minha cara por horas, e até que achei engraçado, mas quando fui embora e cheguei a casa comecei a pensar sobre o que tinha ocorrido e percebi que olhar somente para frente e não prestar atenção em nada não é bom. Você pode perde ótimas chances a qualquer momento e em qualquer lugar. Numa festa enquanto você está olhando para o garoto mais lindo cercado de garotas, tem um garoto que nem é tão bonito, mas super bacana olhando pra você de uma mesa no canto, mas como você só tem olhos para quem nunca saberá seu nome você pode perder a chance de conhecer alguém interessante.  Temos a mania de querer sempre o impossível, como se só o esforço valesse a pena, e assim complicamos a vida quando o que mais queremos é simplificar. “Enquanto a sorte bate a porta muitos estão procurando trevo no quintal”. Então, desligue um pouco o mp3, ande sem rumo na rua, se preocupe com o que acontece em sua volta, desligue-se mais de seu mundinho particular e não precisa ir tão longe para isso. Tenho certeza que há alguém ao seu lado, apagado no meio da sua rotina, que quer sua atenção, que precise de você mais do que imagina, que se importa e que deseja te fazer feliz. Simplesmente olhe !

O amor acaba

O amor acaba

O amor acaba. Assim foi e assim será. Numa Quarta-Feira de Cinzas, num sábado de Carnaval. O amor se perde, entre o rebolado de duas passistas, debaixo da saia da baiana, o bumbo ecoando as batidas que já não vêm do coração. O amor encolhe, anoréxico, suicida-se de melancolia; acaba num átimo, de infarto – ‘tão jovem!’, dirão – ou aos poucos, pingando, em lenta e imperceptível hemorragia, pálido amor; morre de velhice, de obesidade, de preguiça; o amor desaparece, no fundo de uma gaveta entre cartas de amor e contas de luz de 1987: o amor emborola, cria fungos, amarela; acaba entre um sorriso e um soluço, no meio do filme, no cinema, no movimento da mão que busca a outra mão na poltrona, mas mão já não há; acaba no papel de bala amassado, metido no bolso: lá vai ele, tã frágil, o amor; acaba no mesmo colo de sempre, na cama, num gozo triste, na distância entre dois corpos dormentes, num cafuné estéril, cadê o amor que estava aqui? O gato comeu, o Ladrão levou, o anel que tu me destes era vidro e se quebrou, o amor que tu me tinhas, cadê, meu Deus, o amor? O amor escorre, escapa, dissolve, seca, evapora-se de nós, pobres criaturas, ‘feitas apenas para amar e sofrer de amor’; o amor acaba nas férias, na praia, no sol, em segundas-feiras cinzentas nos escritórios, em piscinas e cinzeiros, em abraços e ofensas, o amor acaba com ódio, acabada mesmo com amor, nem tanto, um tanto só, de amor; acaba sozinho, culpado, acaba em conjunto, triste; esquece-se o amor, como uma música da infância, uma tarde em que morrermos de rir, uma cidade inteira onde já estivemos e já não está mais dentro de nós; onde foi parar, o amor? Foi-se embora pra Pasárgada, onde é amigo do rei (de nós, certamente, já nao é), fugiu para Maracangalha (com Amália?), aposentou-se no Beleléu, foi pro inferno, pro limbo, pro céu ou, quem sabe, reside agora num baú, num sótão, numa rua calma em Santa Rita do Passa Quatro; o amor nao escolhe o momento de terminar, vai-se no susto de um pôr-do-sol interrompido por uma buzina, no primeiro ônibus da manhã, é soterrado pela pilha de jornais atirados diante da porta, vai embora com a borra do café; ‘em todos lugares o amor acaba; a qualquer hora o amor acaba; por qualquer motivo o amor acaba; para recomeçar em todos os lugares e a qualquer minuto o amor acaba’.

                                                                                                                                                                   (Antonio Prata)

Pais e Filhos

Pais e Filhos

  17 anos é a pior idade, você não é nem adultos nem crianças, tem que decidir a faculdade, profissão, trabalho, vestibular, formatura. Quer fazer as coisas que seus amigos que nasceram no minimo um ano antes de você fazem e não pode porque é “de menor”. Os vêem fazendo festas, pegando o carro do pai, bebendo e você no refrigerante e carona. Você ainda depende dos seus pais pra tudo, tem hora pra sair e pra chegar, tatuagem e piercing estão fora de cogitação… É assim que a maioria dos adolescentes se sentem. Mas quer saber ?  Só se você já for uma pessoa totalmente responsável e morar fora de casa que ao fazer 18 anos pode pensar que sua vida vai mudar completamente. Enquanto estamos debaixo do teto dos nossos pais, vivendo do dinheiro deles (e isso pode durar desde a formatura do colegio ate o casamento) você deve satisfação para eles. Você tem alguém para se preocupar com você, para pegar no seu pé e se extressar, mas isso é a prova que eles te amam, porque mesmo que você vá morar no outro lado do mundo eles estarão atras de você querendo saber se almoçou, tomou banho e o remedio de gripe, se está lavando as roupas direito, se a casa esta em ordem.  Hoje não os aguenta, mas um dia sentirá falta, porque pais e filhos sao todos iguais e um dia você tambem será assim.

Precisamos ouvir

Precisamos ouvir

 

  Ele batia dentro dela, mas ela só ligava quando algo inesperado acontecia. Ela o ouvia, mas não se importava, preferia seguir seus pensamentos, pelo o que as pessoas diziam ser o certo, pelo o que ela achava ser o  melhor para ela naquela situação, e vai brincando assim, com ela e com ele, como um ping pong em que uma hora a bola terá que sair da mesa pra alguém ganhar. Então, ela perdeu, perdeu tudo que conquistou, perdeu aquilo que era mais importante, perdeu por orgulho ou mesmo porque não queria ouvi-lo. Eles sofriam juntos uma dor inexplicavel, eles teriam que superar aquilo, ela não sabia como, mas ele sabia muito bem, ele sempre tinha a resposta para tudo. Eles precisavam se entender , eles tinham que conseguir juntar os cacos e seguir em frente, mas ela continuava não ouvindo, ela preferia ouvir as amigas e ele lá dentro dela sofrendo calado. Mas sabia que um dia ela iria conseguir ouvi-lo, um dia ela sofreria e ouviria seu coração.

Dentro de mim

Dentro de mim

 Ela nao tem não tem vida própria, na verdade ela não existe. É somente uma menina dentro de outra, ela é o conjuntos de pensamentos de uma noite fria, nos dias em que pensam desde o porquê da vida ate porque meu cabelo não é igual das propagandas de shampoo. Ela não tem nome, será chamada somente de “ela”, e é melhor assim, a vida real é muito diferente da virtual. A internet ao mesmo tempo em que une pessoas as separa e eu simplesmente não quero que ela se separe de mim. Por quê? Porque eu a amo, sempre a amei. Aprendi que tenho que ama-la não importa como, mas farei tudo para fazê-la feliz, porque estarei sempre ao seu lado e ela do meu, seremos unidas sempre. E quando escrevo o que ela sente, me sinto livre e ela também. Conseguimos nos entender melhor, somos iguais, sempre fomos. E agora que a encontrei dentro de mim nunca mais a abandonarei. Porque não existe algo mais importante que o nosso amor próprio.

Paciência

Paciência

  Paciência, uma palavra que demorou pra entrar no vocabulario de Jennifer,  uma garota mimada que conseguia tudo dos pais quando pedia, que tinha a vida mais invejada pelas amigas, tinha todos os garotos a seus pés, era a mais popular do colegio e gostava de ser assim, com sua vida perfeita ela ia vivendo o que todos queriam viver.  Mas como toda pessoa tem problemas, o dela era paciência. Ganhando tudo na sua hora ela nao sabia a hora certa de para, de esperar e aproveitar quando ganhasse, sua felicidade durava ate o lançamento da proxima coleçao de sapatos, e as pessoas eram tratadas como objeitos em liquidaçao.  Ela sofria calada, mas nao sabia porque, ate que um dia ela conheceu Ricardo , um garoto q nao era lindo nem feio,  nem legal nem atipatico, ele era tao basico quanto o tenis Adidas que usava,  mas ele passava um ar de segurança que ela sempre quis ter e nunca conseguiu comprar.  Diferente de outros garotos ele nem se importava, a fazia de liquidaçao, só ficava com ela quando tinha vontade e aproveitava quando ela estava a seus pés, a sua disposiçao e quando enjoou  a deixou  de lado como se deixa um copo vazio num final de festa.  Algumas pessoas acham que ela mereceu, mas ela só queira ele, ela precisava dele para mudar. E ela mudou, a garota mimada de antes passou a ser a garota de coraçao partido de hoje, começou a tratar as pessoas como ela queria ter sido tratada por ele, começou a dar importancia para o que antes era banal, ao invéz de roupas e festas ela usava seu dinheiro para ajudar ONGs de crianças carentes. E assim, descobriu a paciencia, aquela que sentia tanta falta quando nova, a que conseugiu mostrar que o mundo da voltas e que sua vida iria mudar. Ela ainda sonha em encontrar alguém , mas agora ela tem paciencia em esperar a pessoa certa chegar.